Reflexões de Tarde e Meia

Postado por L'amore in Parole


          AHH! O ar, o sol, o vento, o tempo, a luz e o farol, a casa e a cidade, o cheiro e o sabor, a nocividade e a noção da idade... Quanto tempo eu ainda perpetuarei até o dado momento em que possa finalmente compreender, fielmente, e pôr em mim a noção de que as pessoas são iguais somente pelo fato de residirem no mesmo planeta?
         Como é triste ter um ídolo pouco conhecido pelos demais, uma pessoa comum, com quem já tive estreito contato, e vê-lo passar por perto e sequer me reconhecer cumprimentando-me friamente, o que não acontece. Como é triste possuir elevada admiração e estima por uma pessoa muitas vezes importante, e esta pouco se esforça em lembrar meu nome, o que não acontece. Como é triste não ser lembrado quando não se pode estar presente para refrescar a memória de alguém, o que não acontece.
       Como é triste dedicar grandes atenções e simplesmente querê-la de volta, ao menos na mesma intensidade, o que não acontece. Como é árduo ver que tudo isso não acontece e muito dificilmente um dia acontecerá, como o poeta já disse: “não podemos exigir que as pessoas sintam saudade de nós”, mas ele esqueceu de dizer que também não podemos exigir de nós mesmos que não sintamos necessidade de sermos amados, desejados, ele esqueceu de dizer que jamais podemos exigir de nós que sejamos falsos ao nosso amor, pois isto seria ser falso comigo mesmo. Entretanto, quem sou eu para exigir de alguém que seja igual a mim? Não, eu não posso fazer isso. Só porque eu lembro o nome das pessoas, admiro-as no meu silêncio e tenho atenção a elas, não me dá o direito de exigir que façam o mesmo!
         Mas se ao menos houvesse uma tênue reciprocidade, muito mais me agradaria receber atenção de quem eu concedo a receber tratamentos solenes, falsas cortesias... Enquanto tudo permanece igual e todos diferentes, seguirei meus pensamentos, tratarei o próximo da mesma forma que gostaria de ser tratado.


3 apaixonados:

space_ofgirls on 21 de maio de 2011 23:48 disse...

aaaain que texto mais lindo! *-* adorei, realmente muito bem escrito :D é como dizem "ninguém é igual a ninguém" e acho que isso é tanto em sentidos físicos, mentais e tal, como no lado sentimental \:

Parabéns, o blog ta lindo!
beeeeeeijos :*
http://www.oblogdasgarotasinteligentes.blogspot.com/

Missi on 22 de maio de 2011 17:49 disse...

Oii linda, estou reunindo todos aqueles blogs que tem perfis de divulgação, e que eu particularmente gosto muito em minha comunidade Perfis de Divulgação de Blogs, e gostaria que você participasse *-*

(Não é vírus) !

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=114529010

16 Amargos on 7 de junho de 2011 07:55 disse...

voce escreve muito, mas muito bem mesmo

http://dezesseisamargos.blogspot.com/

Postar um comentário

 

L'amore in Parole Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting